“MANDA NO BBB”, com Rodrigo Mandarini: agora vale cancelar?

Fala, rapaziada!

E o assunto do dia é a declaração da Sarah, simpática ao presidente Bolsonaro. Eis que uma opinião igual à da maioria dos brasileiros, sim, a maioria elegeu, foi motivo de polêmica. Não consigo entender o que isso tem a ver com o jogo. Qual o problema de alguém ser de direita, de esquerda, de cima, de baixo? O BBB é totalmente apolítico.

Se o linchamento virtual viesse apenas do Twitter, o ambiente virtual do ódio, eu até entenderia. Mas o que vimos hoje é um cancelamento de famosos, que passaram as últimas semanas criticando e fazendo campanha contra o… cancelamento. Ou seja: tudo vale a pena quando é contra quem me convém. Feio, bem feio.

Bruno Gagliasso e João Vicente “cancelaram” Sarah

Nessa mesma edição, tivemos algumas claras atitudes políticas, como a escolha do Rodolfo de cara no número 17, e a Lumena respondendo no 13. A Karol Conká já declarou que é contra o presidente. E nenhum desses fatos me parecem suficientes para dizer se o participante merece ou não o prêmio. Aliás, se tem um assunto que eles não bancam lá dentro é política. Graças a Deus, inclusive, já que aqui fora já está demais da conta.

Para a lacrosfera, legal é ser esquerdista como a Karol Conká

Tivemos um problema no site, e acabei não vindo aqui conversar sobre as eliminações das duas abomináveis Karol Conka e Lumena. Agora, isso é passado. Já foram! Que sumam do mapa.

MANDA BEM: Fiuk é o brother que mais mudou a sua forma de agir dentro da casa desde o começo do jogo. E mudou pra melhor.

MANDA MAL: A passada de pano para Karol Conká por parte da Globo e a diferença de tratamento com ela e com Lucas é lamentável

Compartilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *