Saiba um pouco de Camila Prins a primeira rainha de bateria trans do carnaval paulista

Camila Prins será nova rainha de bateria do Grêmio Recreativo Escola de Samba Colorado do Brás de São Paulo, para o carnaval 2023 no grupo especial.

Neste domingo (07), acontecerá na quadra da escolha do samba-enredo para o próximo carnaval e a coroação da rainha da “Ritmo Responsa da Colorado” tudo isso acompanhado de uma bela macarronada.

Camila iniciou a carreira no Carnaval de São Paulo, no Mocidade Camisa Verde Branco, tradicional agremiação da Barra Funda. Lá, chegou ao posto de madrinha da escola.

A artista confidenciou a nossa redação detalhes de sua tragetória e a sua ansiedade para esse domingo, conheça também um pouca da nova rainha e confira algumas fotos.

“Estou vivendo um sonho! Após 22 anos dedicados ao Carnaval, consegui conquistar o posto de rainha oficial. Sou a primeira rainha trans do Carnaval de São Paulo e esse é um marco histórico na folia paulistana. Estou quebrando tabus, representando meus pares e abrindo oportunidades para outras meninas que, como eu, sonham em estar em lugares que um dia nos foram negados. Nós somos iguais e podemos estar, e ter a chance de estar, em todos os lugares como qualquer pessoa”, declara Camila. Esse é o terceiro ano da sambista na agremiação.

“Se nos dias de hoje o Brasil é considerado um dos países que mais mata homossexuais, imagine há 20 anos. A intolerância era mais intensa e, mesmo assim, eu não desisti e fui conquistando meu espaço e o carinho e o respeito da comunidade sambista”, relembra.

“Tive respaldo da minha mãe que me deu suporte para entender e superar todas as dificuldades”, conta. Foi aos doze anos que iniciou o processo de aceitação e de entendimento sobre seu corpo, comportamento e gostos.

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.